Dose anual...

Agora todos os anos parece repetir-se o ritual; ele adoece, pega-nos a todos e deixa-nos "knocked out" aí por uma semana.

Já estou aqui fechada há um bom par de dias - desde sábado, para ser mais correcta. Era a semana do pai, mas a sua impossibilidade de ficar em casa impediu-me de os enviar... ainda mais assim... galinhices ... ou fruto de experiências recentes... à cautela ficam cá...

As noites são duras - um chama a querer ir à casinha; outro tem sede. Depois toca o despertador porque está na hora de ir ver se a febre já veio... e nem sequer meia hora de almofada pelo meio... supositórios e termómetro em punho e lá vou eu, ou melhor, lá me arrasto eu... ronda feita, arrasto-me para a cama, a ver se ainda apanho o sonho na cena em que o deixei... ah... estava na praia... a ouvir um reggae fantástico... mas a melodia muda - "Mãe!! tenho sede!"... ou "Mãe, estou com dor de ouvidos!...."...

A gente já sabe como é... mas o que aflige é ter o miudo a tossir há quase uma hora e meia, initerruptamente! Nem o xarope natural, nem chá ou leite com mel, nem só o mel... nada parece resultar com o diabo da tosse... É das coisas que mais me custa, palavra de honra... o apetite é coisa que não pára aqui desde sábado, por isso, ele não está lá nas melhores formas... e como não pára de tossir, já está vermelho e sem forças...

Que inferno!!

:(

Sem comentários: