Férias vêm... férias vão...

Num fósforo!

Foi assim que passaram.
Complicadas. Ou não fosse este o reino da confusão...

Primeiro os adiamentos por força do trabalho.

Depois, mais um diazinho para tratar da fase seguinte do curso e só então rumo ao sul... Interregno para vir buscar os baixinhos ao pai. Nova passagem pelo emprego. Não se resolve numa tarde, ok, amanhã de manhã venho outra vez...

O infante mais novo vem do pai acidentado, por causa de uma queda na patinagem, o que lhe vale um par de passagens pelo hospital (cá em Lisboa e outra em Lagos) e uma tala! ...

Descemos para onde [dizem] a água é mais quente.

Três dias depois a senhora dona gata foge, para desespero e grande mágoa da autora destes textos e da sua descendência... buscas pelos quarteirões, toda a vizinhança envolvida... (Só apareceu hoje e vai fazer-me ir lá abaixo buscá-la, a marota!)

Regresso a Lisboa, correrias, cinemas, ida para o Alentejo...

Portanto... eu ia bem era de férias!!

:)