Ele...

Ele fez ontem 11 anos.
Ele marca a minha mudança de vida, como mulher.
Trouxe-me esta parte de mim que é ser Mãe.
Fez com que eu desse o passo seguinte e percebesse, afinal, tantas e tantas coisas ditas e feitas pela Minha. A minha Mãe.
Trouxe com ele o desassossego das vidas novas que nos metemos ao colo.
Doce desessossego esse.
Amo-o cada dia que passa mais, a ele, nos seus [agora] 11 anos, ainda cheios de birrices de gaiato, mas, ao mesmo tempo,  já tão maduros por tudo quanto já viveu.
É o meu par de olhos grandes e meigos.
É o meu Amor Grande.